Réver dá méritos ao técnico Cuca pelo bom rendimento da defesa do Galo

28 de out de 2011


A defesa do Atlético-MG cresceu de produção nos últimos jogos. Leonardo Silva e Réver acompanharam a ascensão do time, que finalmente deixou a zona de rebaixamento e nos últimos cinco jogos sofreu apenas quatro gols. Uma boa média para a equipe que tem a quarta pior defesa da competição, com 48 gols sofridos em 31 jogos. Para Réver, o trabalho do técnico Cuca foi fundamental para o acerto.
- É fruto do trabalho. Tivemos a semana cheia para trabalhar, aperfeiçoar e vem surtindo efeito. Mérito do treinador que conseguiu fazer com que o setor parasse de sofrer gol e passassea chegar ao ataque. Tem que se parabenizar o treinador pelo trabalho do dia-a-dia. Na vitória por 2 a 0 sobre o Fluminense, na última rodada, o time mineiro passou mais um jogo sem sofrer gols. Foi a sétima vez que conseguiu tal feito no campeonato. Diante do Palmeiras, próximo confronto do Atlético-MG, domingo, às 18h (de Brasília), no Engenhão, o xerife alvinegro quer ver a equipe repetir a postura apresentada no Engenhão, quando, segundo ele, jogou com simplicidade e impôs uma forte marcação. - Temos que manter a humildade. Se um atacante tiver que vir no meu setor marcar e dar carrinho, que faça. Se eu tiver que ir para frente fazer gol, vou fazer. Só assim vamos sair dessa situação. É nítido que não tivemos isso em algumas rodadas. Mas essa situação é fundamental para o momento que a gente vive hoje. Se tiver isso, temos chances de sair desse rebaixamento. Fórmula do sucesso Réver compartilha a melhora de rendimento na defesa com o restante da equipe. Segundo ele, a participação dos jogadores de frente tem sido fundamental. - Não é só setor defensivo que melhorou. Nosso ataque tem marcado muito e tem facilitado tanto para a defesa quanto para o meio. Temos que agradecer os atacantes que têm nos ajudado. Isso é fundamental para o Atlético-MG estar sofrendo poucos gols.
Por GLOBOESPORTE.COMBelo Horizonte

0 comentários:

Postar um comentário